3 de nov de 2012

Corrente

Acrilico sobre tela 80x80cm
A mesma pintura, duas impressãoes distintas em um giro de 90º a esquerda.







Dois detalhes. As pinturas dentro da pintura.




19 de out de 2012

Secador de pincéis "Customizado"

Faz bastante tempo que quero fazer alguns  posts sobre cuidados e preparação de materiais, ferramentas e auxiliares para pintura. Tenho muitas notas que venho acumulando da minha experiência e estudos pessoais.
Hoje conversando sobre o tema com o Fraga, um amigo artista e Ilustrador, prometi mostrar como preparo meus secadores de pincéis para suportarem pincéis mais robustos.

Para quem já viu na loja, mas não sabe bem para o que serve, os Secadores de pincéis de mola permitem que os pincéis fiquem descansando com as cerdas para baixo, o que impede que partículas de pigmento se acumulem na base das cerdas o que evita que o pincel fique "escabelado" e sem forma.
Quando deixamos um pincel molhado, mesmo que limpo, com as cerdas para cima, a água ou terebentina corre para dentro do ferrolho de metal e apodrece a madeira do cabo ao longo do tempo.

O problema com os secadores é que aquelas molas são bem escorregadias e na medida que acumulamos pincéis ou que usamos pincéis com o cabo mais largo estas molas costumam "ejetar"os pincés ( as vezes em cima das tintas :-P )
Inventei uma solução para isto que ainda que trabalhosa é muito eficiente.


1- Mergulho alguns metros ( não pergunte quantos  ) de barbante de algodão comum em tinta acrílica de pintura de forma que ele fique "engomado". O Objetivo é que ele fique um pouco emborrachado e impermeável e desta forma, mais aderente ao contato com os cabos dos pincéis.

2- Desmonto o secador e inicio um paciente processo de enrrolar o barbante na mola - conforme a foto, sem deixar espaço entre as voltas.
3- Finalizo com um nó ao final e volto a pintar o barbante agora montado. Isto vai ajudar a dar acabamento, evitar que o barbante solte e garantir mais aderência. Monto a mola forrada e está pronta para usar.

Vale a pena esta trabalheira? Sim, cada minuto, o secador vira outro produto e a tranquilidade de que teus pincéis não vao disparar a qualquer momento não tem preço.



16 de out de 2012

Pintar ou desenhar
Com a coisa (tema) diante dos olhos
A impressão da coisa
A coisa conceitual que só existe na cabeça de quem a faz
O símbolo, alegoria ou interpretação poética da coisa
A coisa a la prima ao ar livre 
A coisa elaborada depois de infinitos estudos no atelier
A negação da coisa...
TODOS são importantes para quem o faz, e dizer que um é "o correto" é dogmatismo religioso que se afasta da liberdade criativa da arte.
Imagino quanto do gênio humano e da poesia teríamos perdido se os dogmas tivessem prevalecido.

19 de set de 2012

Ceia N° 1 - Detalhes

Pintura Ceia N° 1 - O trabalho não foi contínuo, mas durou dois anos, somando os primeiros esboços e estudos, longos períodos de inatividade (alguns espontâneos) e o tempo de pintura propriamente ditos.