30 de set de 2009

Mate Amargo


Desenhei cantarolando Ramilonga. Morei os primeiros anos dos 80 na Mariante e por diversas vezes o Vitor Ramil e eu (sempre com enormes pastas de desenho sob o braço) cruzávamo-nos nas calçadas do Rio Branco e/ou do Bom Fim, cumprimentávamo-nos, sem nunca termos sido apresentados, e eu sem saber que ele era o gênio brilhante que já compunha obras como esta, mas eu sentia afinidade com aquela figura que hoje eu sei, traduzia a poesia daquelas calçadas.

21 de set de 2009

Para quem pinta, uma vida inteira não é suficiente, para o pintor que não o faz parece longa demais.

18 de set de 2009

VAAI e outros dirigíveis no Céu das Baleias


Veículos Aéreos Auto-Sustentáveis Inteligentes voam ao sabor da música e de raios solares. "Ousamos voar com equipamentos produzidos por nós mesmos  com sucata reciclada e energia barata..."

17 de set de 2009

Rodrigo Cunha Recebe o Prêmio Bunge


Fomos ontem a noite na sala São Paulo na premiação do pintor Rodrigo Cunha que recebeu o Prêmio Bunge que na edição deste ano também premiou a artista Regina Silveira e os cientistas João Lucio de Azevedo e Carlos Eduardo Cerri.
O Rodrigo une-se aí a um grupo do qual já fazem parte Di Cavalcanti, Pietro Maria Bardi, Oscar Niemeyer...
 Fico feliz que um pintor apaixonado pelo ofício e pelo rigor seja premiado. Esta honestidade que não tenta esconder o trabalho atrás de conceitos herméticos também faz do Rodrigo uma excelente pessoa e um amigo querido. Eu estava na penumbra e não via muito bem a caderneta, mas tentei registrar o grande momento dele todo bonitão na mesa dos premiados com este desenho rápido.

12 de set de 2009

Bem-te-vi (Great kiskadee) Pitangus sulphuratus

Bem-te-vi que me acorda com o seu canto onomatopéico quase todas as manhãs. Pintura em Acrílico sobre tela, 24 x 18,5cm