28 de abr de 2008

From RC to CR

Tres das muitas coisas vindas de Rodrigo:
1 - Um Interlocutor de espetacular afinidade e valor.
2 - Um retrato (aquele que ainda não mostrei aqui mas está lá fotolog dele :-)
3 - Este mimo aí acima que é um pedaço do mesmo tipo de lona que ele usa para pintar com direito a criativa dedicatória.
:-)))

25 de abr de 2008

100 mais?

As Listas dos " n " mais não valem pra nada além de levantar a discussão e muitas polêmicas a respeito, ou seja até que tem lá seu valor. Com esta aqui não é diferente, apesar de eu não gostar destas "competições" divido com vocês A Lista das Sei Lá Quantas Pinturas Mais Importantes da História da Arte que teve origem numa lista de 100 organizada por um programa de 1980 da BBC e que chegou a 1000 em menos de 20 anos, a que está publicada lá na Wikipedia é um resumo. Não tem link direto para todas elas, mas pesquisa-las no google pode ser uma brincadeira boa para uma tarde chuvosa :-)) Da uma olhadinha lá que rende uma boa conversa.

Para viajar basta existir.


Frase de Fernando Pessoa. A imagem é detalhe de uma pintura já antiga - Acrílico sobre tela.

24 de abr de 2008

Dali para Picasso


O Salvador declarando seu amor a Pablo em catalão, como se este estivesse a ouvi-lo numa sacada... Mais uma das obras de Dali na qual ele mesmo era o suporte :-))

+ hopper


Edward Hopper, um pintor do "realismo americano" que coloquei na lista de referências/influências. Vejam este video que tem uma trilha maravilhosa do Bennie Goodman. Também pus ali nos "pontos de fuga" um site muito legal sobre o trabalho dele - www.hopper.com.br - que uma estudante de Artes fez como trabalho de conclusão e tem bastante informação sobre a pintura dele.

19 de abr de 2008

Gentes


Hoje o Rodrigo Cunha concluiu o meu retrato - Experiência louca estar do outro lado do cavalete.
Foram umas 10 seções de 2h aproximadamente. Por enquanto segue um mosaico de fotos que obtive com o celular bem no momento que o Rodrigo disse: "Este fica assim." O retrato eu só posto aqui quando estiver com uma câmera boa.
Este mosaico é muito definidor dos momentos encantadores que passei lá neste restaurante que serve o melhor na inusitada mistura das artes culinárias e visuais. O Restaurante se chama "Artes", mas poderia se chamar "Gentes". Tem o link do site ali nos "pontos de fuga".

Detalhes...

Estes dias escrevi sobre "colar a cara" nas pinturas para ver outras coisas além do plano geral, pois bem, aí está um close-up da mesma pintura aí de baixo, na verdade é uma ampliação. O scanner mata muito dos semitons originais, mas o Pedro me deu aquela força de sempre para chegar perto alterando a curva de tons da imagem digital, valeu Peter, obrigado também Graziella pela inspiração. :-))

17 de abr de 2008

tinta no sketchbook


Em casa tem um monte de tintas querendo ser pintura, esta noite fiz a vontade de algumas na surrada moleskine. Faz parte deste trabalho que estou desenvolvendo sobre estas pessoas que são habitantes dos ambientes pelos quais passamos e que dão vida a eles com seu trabalho. Ao clicar na imagem vê-se o tamanho certo da pintura.

16 de abr de 2008

Luz


Falei ali abaixo da capacidade do Sargent de traduzir os fenômenos da luz, pois sabem aquela "hora mágica" no final de tarde que não passam de breves segundos nos quais a luz natural ainda está presente mas a luz artificial já aparece? O tal lusco-fusco no qual meu pai odiava dirigir :-)
As lanternas, os lirios, os vestidos... Vamos pintar.

15 de abr de 2008

Sargent

Nascido em Florença, mas filho de norte-americanos é conhecido por alguns como o "Impressionista Americano" apesar de só ter passado pelos EUA já adulto, ele não tem a popularidade dos impressionistas franceses (alguns amigos seus) e nem acho que o rótulo de impressionista lhe caiba, mas com certeza não faz falta. Foi um artista virtuoso que produziu um acervo gigantesco em suas muitas viagens pela Europa e traduziu a luz com as tintas como poucos o fizeram.

Pus um link para a Galeria virtual do Sargent ali ao lado nos "pontos de fuga", o site é antigo e pouco funcional, porém de conteúdo muito bom com imagens grandes nas galerias, biografia...

T&T


Esta imagem que é a capinha do site do Tangos e Tragédias foi a pequena contribuição que dei para meus queridos compatriotas Kraunus e Pletskaya. É uma ilustração digital feita usando o Painter e Corel PP. O Banner de 20 anos do espetáculo em cima da pilha de lixo cultural não existe na imagem original. Quando eu encontrá-la posto aqui. Vejam os links referentes a Sb0rnia Patrja ali nos "pontos de fuga".

Pague o preço


"As favas com as obras primas preguiçosas."
Salvador Dali

14 de abr de 2008

"Seeeeven daaaaaays"


Uma semana de blog e eu já desapareci. Só fiquei fora estes dias por dois ótimos motivos uma peça de teatro e uma pintura que retomei e para as quais dediquei todo o final de semana, em breve estas coisas entram aqui, estou sem câmera e não posso postar a evolução, mas vou corrigir isto em breve. Pretendo corrigir também o curso deste blog e dar mais imagem do que palavras aqui.

9 de abr de 2008

Por falar em influências...


Em 1980 quando achava que Porto Alegre era a Paris da Belle Époque e que eu seria um pintor impressionista, eu matava as aulas de matemática para fugir para o MARGS, e uma destas fugas foi um momento definidor... Haviam duas exposições que nunca mais sairam da minha retina, uma era de pinturas e projetos de murais do Aldo Locatelli e outra do Artista/Ilustrador Nelson Boeira Fäedrich, tão diferentes e parecidos ao mesmo tempo... Duas porradas para por qualquer guri pretensioso no seu devido lugar e ao mesmo tempo mostrar os lugares possíveis de se chegar.

8 de abr de 2008

Referências / influências


Ouvi uma professora muito querida dizer uma vez "que as vezes devemos sonhar e nos referenciar nos gandes mestres..." Eu diria que devemos fazer isto sempre, mirar um ponto elevado é a única garantia de termos alguma qualidade algum dia, não precisa ficar fazendo cópias deles (Como o pastelzinho rápido e desrespeitoso que fiz baseado em Velazquez aí acima ) mas entendê-los, destrincha-los, entender os processos, e até as referências deles, o contexto no qual pintavam, os materiais, a solução particular que tinham para problemas comuns...
Para mim, Velazquez (o maior) Vermeer, Rembrandt (estou aprendendo a vê-lo com Rodrigo), Goya, Manet, Monet, Sargent, Degas, Dali, Hopper... E não tem muito mais na lista, todos por motivos diferentes, mas todos geniais e incansáveis. E tu, quais são as tuas referências? Diga aí em baixo pra nós.

De perto ninguém é normal


Uma coisa muito boa de se fazer é também olhar as pinturas bem de perto, e fazer "cortes imaginários" sobre detalhes olhando os atributos que o processo e os materiais entregam espontânea/acidentalmente durante o trabalho do artista, desta forma vê-se textura, transparências, gesto, sobreposições que constroem e exibem uma plástica particular que não tem nada a ver com a imagem que o autor esta entregando em plano aberto... É uma abstração espontânea dentro de um trabalho mais comprometido com a forma... Gosto de fazer isto nos trabalhos alheios e nos meus, acho que toda a pintura fotografada merece ser acompanhada de uma foto macro de alguns detalhes, usei um detalhe do estudo presente no post abaixo, não é o melhor exemplo, mas ajuda na comparação. A Marisa Grahl, amiga e artista acha que tem que tocar também :-))) Mas isto já é pra outro post...

7 de abr de 2008

Sketchbooks


Estive aqui me rasgando de amores pelas Moleskines, e não retiro nada que disse, mas na boa o que vale mesmo não são as cadernetas, mas sim o uso que fazemos delas, houve um tempo que era uma mania nossa lá em casa usarmos as agendas da Tribo que tinham muito espaço para desenhar e foi numa destas agendas da Paulinha, que fiz um estudo de uma figura que ia pintar numa tela, era meu aniversário e ela me pediu que assinasse na agenda, assinei.
Ela tinha 16 e já está com 20... Hoje cheguei em casa e ela tinha posto a agenda aberta ao lado do meu micro.
O que vale realmente é o uso que fazemos dos sketchbooks, um dia publico aqui os desenhos feitos nas chatas e intermináveis reuniões...

6 de abr de 2008

Cor


Estavam faltando cores de gentes amadas aqui. Acrílico é a tinta e não tem pra mais ninguém né Rodrigo?

ARC ou "O Rei está Nu..."

Art Renewal Center - Outro dos "pontos de fuga" é um site de uma associação que prega um tipo de Re-Renascença, são meio xiitas em alguns argumentos, mas é legal que alguém se oponha ao que eles chamam de "opressores que se dizem oprimidos" ou o mercado e alguns teóricos das artes conceituais que torcem o nariz para qualquer coisa mais formal e comprometida com o processo de elaboração... Bom, independente do que pensas nestas questões vale conhecer pois tem um acervo maravilhoso de mestres antigos e contemporâneos sem economia de píxels nas imagens.

Keys

Muitos dos tópicos aqui serão sobre os meus "Pontos de Fuga" ali ao lado. Falando do "Painter's Keys" fica uma recomendação especial sobre a news letter deles, que é semanal e vem com vários tópicos levantados por leitores artistas (profissionais e amadores) do mundo inteiro, claro que tem os "bullshits", mas rolam assuntos muito pertinentes que vão desde questões técnicas até as angústias dos que trabalham com as tintas, pois é parece que a máxima se aplica aqui também: "Artista só muda de endereço" :-)) E por falar nisto através desta news letter descobri alguns dos outros bons sites que cito ali como o Jeffrey Hein por exemplo, o curioso é que depois por coincidência participamos de um mesmo salão internacional e tivemos ambos o Merit Award, mas isto terá o seu próprio post em breve...

5 de abr de 2008

Moleskines...


Sim, com reticências porque muito vai ser dito e visto aqui a respeito das tais cadernetinhas pretas - Existem umas coloridas, mas as pretinhas básicas são insubstituiveis.
O Sergio Lüdtke me presenteou com a primeira que tive, sempre curti bloquinhos, mas nunca havia encontrado um que merecesse tanto carinho e ao mesmo tempo suportasse tanto castigo (tudo que se espera de um suporte) é a excelência dos sketchbooks... Picasso, Van Gogh e outros a tornaram cult, o papel é acid free (não muda de cor com o tempo) as costuras dos blocos são especiais e permitem que se abra a caderneta em 180° sem que ela desmontem, o acabamento é perfeito e elas suportam até tinta acrílica, claro que são caras, muito caras se tu comprares no Brasil, mas a dica de ouro da semana é: Comprei na Amazon, na seção books, trouxe um livro junto no mesmo embarque, veio tudo como livro e não foi taxado na chegada. Ainda "cooperativei" a compra com André, Otavio e Pedro o que reduziu bastante o valor do frete :-)
Tenho um web album só dos registros e estudos que tenho feito nos meus bloquinhos - Prévia no slide show ao lado.


Artes - O Restaurante

Hoje mais uma vez tive o privilégio de ir em familia até o Restaurante Artes, rever os amigos, saborear aquela pescada ao molho de camarão e também ficar horas falando com o Rodrigo Cunha - Mestre da pintura raro nos nossos tempos (tem link para o fotolog dele aí ao lado).
Estou tendo o privilégio de posar para o preciso olhar do Rodrigo (umas 8 seções creio eu) Além da pintura levo um período raro de troca de idéias, não perdemos tempo, falamos de cor, de sobreposições de camadas finas de tinta, da ação da luz sobre elas, da construção e desconstrução constante da imagem durante o processo, do desejo de captar tudo na pintura e no desenho, dos processos, dos desafios da tela "em branco". Quando o retrato estiver pronto publico ele aqui, por agora divido o endereço do melhor restaurante do bairro: ARTES - Alexandre Dumas esquina com a Branco de Morais . Ainda vão passar por aqui muito das nossas conversas também.

Aqui se fala de arte


Como já disse ali no "discursinho da entrada" este aqui vai ser a transposição do atelier/salão dos meus sonhos, onde obras de arte e conversas sobre as mesmas tomararão cada píxel, puxe um macro bloco e sente, o espaço é todo nosso e tenho certeza que a conversa vai ser boa :-))